OS FILÓSOFOS EPICUREUS E ESTÓICOS

18/01/2017 19:08

(Gr. Epikoureioi Kai Stoikoi Philosophoi)

Os epicureus eram aqueles que seguiam os ensinamentos de Epicuro (341 - 270 a.C.), que dizia ser o objetivo principal do homem ter prazer e ser feliz. Esse prazer, cria ele, era alcançado evitando excessos e o medo da morte, buscando a paz e a libertação da dor e amando os outros.

Os epicureus acreditavam que se os deuses de fato existiam eles não se envolviam com o que acontecia na terra. Os estóicos eram seguidores de Zeno (334 - 262 a.C.). Seu nome vinha da palavra grega stoa (que significa varanda), porque o lugar em que Zeno ensinava em Atenas era chamado Stoa.

Os estóicos eram panteístas que achavam que o Universo era governado por um Propósito ou uma Vontade absolutos, com os quais as pessoas tinham de se conformar não se deixando levar pelas circunstâncias ou mudanças externas. Aquele que fizesse isso alcançaria a perfeição da virtude. O resultado dessa filosofia era o orgulho e a autossuficiência, como se pode ver na resposta arrogante que els deram ao evangelho.

Paulo contendia com esses filosofos (Atos 17.18) em Atenas, expondo a mensagem do evangelho de Cristo que ressucitou dos mortos.